Polícia Civil

Estado de Sergipe

30 de janeiro de 2024, 09:16

Segurança pública identifica queda de 47% nos homicídios em Estância

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Levantamento feito pela SSP também verificou redução na incidência de furtos e roubos de veículos no município estanciano

Estância encerrou o ano passado com diversas reduções nos índices de criminalidade, conforme demonstra o levantamento feito pela Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEACrim), da SSP. Dentre os indicadores mapeados pela SSP, está a queda de 47% no total de homicídios em comparativo entre 2022 e 2023. Enquanto que no ano de 2022 ocorreram 17 mortes, no ano de 2023 foram nove casos.

Outros índices de criminalidade que apresentou redução no município estanciano foram os roubos e furtos de veículos. Apenas no tocante aos roubos de veículos em Estância, a queda foi de 37,5%, já que em 2022 aconteceram 32 casos e em 2023, 20. No que se refere aos furtos de veículos, a retração foi de 60,71%, já que no ano retrasado ocorreram 28 furtos de veículos e no ano passado, 11.

Tal diminuição dos índices de criminalidade passam pelo trabalho investigativo da Delegacia Regional e pela atuação no policiamento ostensivo e repressivo desenvolvido pelo 6º Batalhão da Polícia Militar (6º BPM). Em 2023, o 6º BPM apreendeu 36 armas de fogo somente em Estância. É com o mapeamento de dados da criminalidade feitos de forma integrada que os armamentos foram apreendidos e impactaram positivamente nos índices.

Para o delegado Renato Tavares, que integra a equipe do delegado regional Cledson Ferreira, os indicadores representam o trabalho da unidade policial de forma integrada com a Polícia Militar e com a Guarda Municipal. “A Delegacia Regional de Estância vem trabalhando de forma incessante para que esses números sejam diminuídos a cada ano. É um trabalho integrado entre as forças de segurança pública que vem dando resultado”, explicou.

Conforme o tenente-coronel Lucas Rebelo, comandante do 6º BPM, a integração entre as polícias Civil e Militar é um fator essencial para essa queda nos índices de criminalidade em Estância. “E aos fins de semana, a Polícia Militar realiza as operações de saturação em escalas extraordinárias, que também é um fator determinante para a redução dos índices de criminalidade em Estância”, acrescentou.

Inquéritos policiais

Ainda no levantamento feito pelo CEACrim da SSP, em 2023 a Delegacia Regional de Estância instaurou 210 inquéritos policiais referentes a autos de prisão em flagrante. Número superior aos 198 inquéritos policiais instaurados em 2022 por registros de auto de prisão em flagrante. Outros 332 inquéritos policiais por portaria e demais tipos de instauração foram abertos em 2023. Em 2022, foram 303.

Ocorrências relacionadas à violência contra a mulher

Em comparativo entre o ano de 2022 e 2023, as forças de segurança pública intensificaram o enfrentamento à violência contra a mulher em Estância. Enquanto que no ano retrasado foram registradas 17 ocorrências relacionadas ao descumprimento de medida protetivas de urgência no município estanciano, no ano passado a unidade policial registrou 28 ocorrências referentes ao descumprimento de medidas protetivas de urgência.

Investimento em segurança pública também leva à redução de crimes

Além do trabalho investigativo feito pela Polícia Civil e das ações e operações nas ruas feitas pela Polícia Militar, o investimento em segurança pública também foi primordial para a retração dos índices de violência em Estância. “Temos o apoio do Governo do Estado, que melhorou as nossas condições de trabalho com equipamentos e viaturas para que os policiais atuem no policiamento ostensivo”, evidenciou o tenente-coronel Lucas Rebelo.

Denúncias

Para a efetividade do trabalho integrado entre as forças de segurança pública em Estância, é primordial também a contribuição da população. Informações sobre crimes e suspeitos de práticas criminosas podem ser direcionadas ao Disque-Denúncia, no telefone 181, com o sigilo garantido. Nos casos de urgência e flagrantes, a população pode acionar a Polícia Militar, no telefone 190.