Polícia Civil

Estado de Sergipe

25 de outubro de 2023, 08:06

Roubos e furtos de veículos atingem menor índice mensal em cinco anos na capital e Grande Aracaju

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Média mensal que era de quase 100 ocorrências em 2022, caiu para quase metade nos meses de agosto e setembro de 2023

Em termos de roubos e furtos de veículos, Sergipe apresentou redução nos índices criminais em 2023. Apenas entre 1º de janeiro e 17 de outubro, na capital e Região metropolitana, a queda entre 2022 e 2023 foi de 33,48%. Já no interior do estado, a diminuição foi de 34,22%. Os indicadores também são acompanhados mensalmente pela SSP e apontam que agosto e setembro registraram o menor número de roubos e furtos de veículos entre os demais meses deste ano. O patamar de casos mensais é também o menor em cinco anos. Com relação aos crimes praticados contra motoristas por aplicativos, os grupos criminosos foram mapeados e cerca de 80% já foram presos apenas entre 2022 e 2023.

De acordo com o delegado Kássio Viana, após um pico no número de ocorrências de roubo e furto de veículo na capital e Grande Aracaju em 2020, os casos vêm apresentando reduções nos quatro municípios que formam a Região Metropolitana. “Em janeiro de 2020, nós tivemos 187 ocorrências. De lá para cá, a gente vem reduzindo esses números. Em 2022, tivemos uma média de 90 a 100 ocorrências por mês”, detalhou.

Já no ano de 2023, a média de ocorrências mensais vem mantendo a tendência de queda, conforme revelou o delegado. “Essa média veio para 70 ocorrências mensais. Nos meses de agosto e setembro, nós tivemos os menores números desde 2020. Eu posso afirmar, sem medo de errar, que o número [atual] de 57 ocorrências [mensais] na Região Metropolitana é o menor dos últimos dez anos e, catalogado, dos últimos cinco anos”, relatou.

Kassio Viana considerou que o mês de setembro foi o melhor em termos de redução de índices de crimes de roubos e furtos de veículos. “E uma outra informação importante é que, no ano de 2023, em todos os meses do ano nós tivemos diminuição em relação a 2022. No ano passado, Sergipe foi avaliado como o primeiro estado do Nordeste com maior redução de roubos e furtos de veículos”, revelou o delegado.

Queda anual

Conforme os dados levantados pela DRFV, no período compreendido entre o dia 1º de janeiro e 17 de outubro de 2023, ocorreram 733 casos de roubos e furtos de veículos em Aracaju e Região Metropolitana. No mesmo período do ano passado, foram 1.102 casos. Em termos percentuais, o levantamento da DRFV indica que houve uma queda de 33,48% nos números de roubos e furtos de veículos na região.

Quando o recorte passa a ser o interior do estado, no período entre o primeiro dia do ano e a data de 17 de outubro, aconteceram 734 casos de roubos e furtos de veículos. De 1º de janeiro ao 17º dia do ano de 2022, ocorreram 1.116 casos. Os números apresentados pela DRFV direcionam para a diminuição da incidência desses crimes com uma diminuição de 34,22% no interior do estado.

Série histórica

Além da diminuição registrada entre 2023 e 2022, os dados da DRFV também revelam que está ocorrendo uma série histórica de diminuição na incidência de roubos e furtos de veículos tanto nas quatro cidades que formam a Grande Aracaju, quanto no interior do estado. O acompanhamento feito pela Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos também mapeou o cenário registrado de 2020 até o ano atual.

Segundo o levantamento feito pela DRFV, no recorte de Aracaju e Região Metropolitana, foram registrados, entre 1º de janeiro e 17 de outubro, em 2020, 1.108 casos de roubos e furtos de veículos. Em 2021, foram 914 casos. Já em 2022, houve um aumento para 1.102 casos. Essa alta seguiu para uma queda expressiva para 733 registros de roubos e furtos de veículos na região. Entre 2020 e 2023, há uma queda de 33,84%.

Ainda conforme os dados reunidos pela DRFV, também entre 1º de janeiro e 17 de outubro de 2020, ocorreram 1.591 casos de roubos e furtos de veículos no interior do estado. Em 2021, esse número caiu para 1.475 casos. Já em 2022, foram 1.116 registros de roubos e furtos de veículos no interior sergipano. Em 2023, aconteceram 734 casos desses tipos de crimes no interior do estado. Entre 2020 e 2023, a diminuição foi de 53,86%.

Atuação conjunta

Esse marco positivo de queda nos números desses crimes é atribuído ao trabalho da segurança pública. “Desde 2020, a gente vem atuando de forma diferenciada com equipe noturna que dá assistência direta à vítima entre 18h e 23h. O trabalho integrado com a Polícia Militar e com a Polícia Rodoviária Federal também é um fator importante aqui em Sergipe com a troca direta de informações”, salientou Kassio Viana.

É o trabalho integrado que tem contribuído para a redução dos números de roubos e furtos de veículos no estado, assim como destacou o tenente-coronel Gladston Oliveira. “Eu destaco a importância dos índices estatísticos, como também a integração entre as polícias Civil e Militar. E o Comando Geral da Polícia Militar tem determinado que as unidades realizem operações de abordagem e blitze para a segurança da população”, enfatizou.

Em 2023, essas operações de combate a furto e roubos de veículos em Sergipe foram intensificadas, conforme lembrou o delegado. “As estratégias utilizadas pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) e pela Polícia Militar. O grande número de operações policiais em locais de maior incidência desses crimes foi um dos pontos que resultaram nessa redução drástica dos números”, assegurou.

Essas operações são realizadas de forma técnica e com base nos levantamentos de área de incidência de criminalidade que são feitos pela SSP. “Essas blitze e abordagens são realizadas com base nos índices estatísticos. Nós avaliamos esses índices e realizamos as operações nos locais onde há maior índice de criminalidade. Portanto, esses resultados estão apresentados”, reiterou o tenente-coronel Gladston Oliveira.

Em conjunto à atuação da Polícia Militar, a Polícia Civil também tem intensificado o trabalho de inteligência e investigação. “Com relação ao trabalho da Polícia Civil, no mês de maio deste ano, a gente já tinha prendido mais pessoas do que no ano passado. Essa quantidade de prisões feitas pela DRFV e pela Polícia Militar são pontos importantes para a avaliação dessa redução”, complementou.

A atuação da Polícia Civil também foi reforçada para atuar nas especificidades de cada crime que ocorre em torno do roubo e do furto de veículos. “Aqui na DRFV cada delegado cuida de um crime específico. Temos delegado para roubo de motocicleta, para furto de motocicleta, um para roubo e furto de carros e outro para crimes que têm motoristas por aplicativo como alvos”, evidenciou Kassio Viana.

Denúncias

É fundamental que as vítimas de crimes de roubos e furtos de veículos procurem a DRFV para registrar o boletim de ocorrência. Os casos também podem ser comunicados à Polícia Militar por meio do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), no telefone 190. As equipes policiais mais próximas aos locais de ocorrência serão encaminhadas para rápida intervenção nos casos.

Essas denúncias são fundamentais para a efetividade do trabalho policial de combate aos crimes de roubos e furtos de veículos, assim como explicou o tenente-coronel Gladston Oliveira. “Para podermos alimentar o sistema e termos informações mais precisas para aplicarmos em nossas ações, gerando uma situação mais confortável em torno da segurança pública”, finalizou.