Polícia Civil

Estado de Sergipe

22 de novembro de 2023, 09:15

Rendimentos quatro vezes maiores do que o mercado são indícios do ‘Golpe da Renda Extra’, alerta Segurança Pública

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Promessas de retorno rápido com poucas horas de trabalho são artifícios utilizados pelos criminosos para obter vantagens financeiras

Duas, três ou até quatro vezes mais rendimentos do que os investimentos comumente disponibilizados pelas instituições financeiras. E o recebimento de todo esse valor apenas com algumas horas de trabalho, em casa, do celular e com apenas alguns cliques. Essas são vantagens tentadoras que ilustram o cenário da engenharia social utilizada pelos cibercriminosos para levar cada vez mais vítimas ao golpe da renda extra.

Para entender o golpe da renda extra, é preciso identificar duas técnicas de engenharia social utilizadas pelos criminosos, conforme destacou a delegada Maria Pureza, do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (Depatri), da Polícia Civil. “Em uma delas, de alguma forma, os criminosos mandam mensagens diretas para perfis de Instagram e encaminham a proposta”, iniciou.

Nessa primeira técnica utilizada pelos criminosos para a prática de golpes de renda extra, após o encaminhamento para aplicativos de mensagem como o WhatsApp, tem início a ação criminosa na internet. “Prometendo vantagens financeiras, a pessoa começa a fazer esses investimentos. [Às vezes] são investimentos com recursos que as pessoas não dispõem porque estão envolvidas pela persuasão do golpista”, acrescentou a delegada.

Uma segunda técnica de engenharia social utilizada pelos golpistas na internet envolve perfis em redes sociais como o Instagram – por perfis que estão hackeados. “Os criminosos invadem o perfil das vítimas, com furto mediante fraude, e começam a se comunicar com os seguidores. A pessoa que segue o perfil pensa que está falando com um contato próximo e acaba tendo a sugestão de um investimento”, explicou Maria Pureza.

Em ambos os casos, as vítimas desses investimentos em torno do golpe da renda extra somente percebem que caíram em uma fraude quando solicitam o ganho prometido, assim como ressaltou Maria Pureza. “As pessoas só descobrem que caíram em uma fraude quando não recebem o valor que foi prometido. Por isso, é importante sempre verificar a proposta”, enfatizou a delegada.

Dicas de segurança

Para não cair nas técnicas de engenharia social dos criminosos que praticam os golpes de renda extra, Maria Pureza orienta que é imprescindível verificar a proposta. “É muito importante que qualquer proposta, seja pelo WhatsApp, Instagram ou qualquer rede social, seja verificada. Propostas de ganho muito elevado com pouco trabalho, desconfie porque, provavelmente, vai ser uma fraude”, reiterou.

Portanto é preciso sempre lembrar que qualquer oferta de lucro além do normal é preocupante, assim como evidenciou a delegada. “Pela internet, é muito pior porque não sabemos quem está do outro lado [da tela]. Os criminosos utilizam engenharia social muito profissional e convincente, o que leva as pessoas a fazerem investimentos em quem não conhece diante dessa proposta de ganho elevado”, complementou.

Denúncias

Em casos de ter sido vítima dos criminosos dos golpes da renda extra, as pessoas devem procurar uma delegacia para registrar o boletim de ocorrência. Qualquer pessoa que identificar tentativas de golpes na internet também podem contribuir com as investigações policiais podem comunicar o fato à polícia por meio do Disque-Denúncia, no telefone 181. O sigilo do denunciante é garantido.