Polícia Civil

Estado de Sergipe

3 de maio de 2019, 08:24

Propriá contabiliza 85 dias sem homicídios

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Os números exitosos são frutos do trabalho integrado entre as instituições de segurança pública

 

A Delegacia de Polícia Civil de Propriá, localizada na região do Baixo São Francisco, a 100 km de Aracaju, registrou nesta quinta-feira, 2, a marca de 85 dias sem homicídios no município propriaense. As ações integradas entre as instituições que compõem a segurança pública contribuíram diretamente para o resultado alcançado.

O delegado regional, João Eduardo, aponta o resultado – 85 dias sem registros – como fruto do fortalecimento do combate aos crimes contra a vida. As ações vêm ocorrendo desde o ano de 2015, a partir de operações como “Pacificação” e “Urubu de Baixo”, realizadas em conjunto com a Polícia Federal. No ano de 2017, também foi registrado um período superior a 90 dias sem registro de homicídios.

“Diagnosticamos que a maioria das mortes era decorrente de disputas de grupos ligados ao tráfico de drogas e roubos, além da ação de grupos de extermínio. Focando na desarticulação desses grupos e no aumento das prisões, combatemos a impunidade, acarretando na diminuição desses números. Foram realizadas grandes operações no município, contando com apoio de unidades como a Coordenadora de Polícia Civil do Interior (Copci) e da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core)”, explicou João Eduardo.

Segundo o delegado Antônio Wellington, titular das divisões de homicídios e de narcóticos da cidade, as investigações dos crimes cometidos durante 2019 na cidade já foram concluídas. “Os dois homicídios registrados neste ano no município estão elucidados e os devidos procedimentos encaminhados ao Poder Judiciário, com prisão dos suspeitos”, complementou.

Prisões e apreensões

No tocante às prisões e apreensões, até o momento, somente a Polícia Civil já efetuou 43 prisões e apreensões criminais, decorrentes de flagrantes ou cumprimentos de mandados contra adultos e adolescentes infratores neste ano. No ano passado, foi realizada uma Força Tarefa com a conclusão de procedimentos antigos, a fim de possibilitar uma concentração nos casos mais recentes.

O combate às ações criminosas também influencia diretamente na redução de crimes contra o patrimônio. Nos meses de fevereiro e março deste ano, foram 12 dias sem registro de roubos no município. O auxílio prestado pela Divisão de Inteligência (Dipol), além da parceria com o Poder Judiciário, Polícia Militar, Guarda Municipal e outras instituições também contribui com os resultados.

Disque Denúncia

Uma importante ferramenta no combate às ações criminosas é o Disque Denúncia. A população pode informar e denunciar crimes e acusados por meio do telefone 181 ou pelo aplicativo Disque Denúncia SE. O sigilo das informações prestadas, assim como da identidade do denunciante, é garantido.