Polícia Civil

Estado de Sergipe

23 de outubro de 2023, 17:13

Polícia Civil prende em flagrante receptador de celulares furtados e roubados em Aracaju

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Um aparelho que havia sido furtado em setembro deste ano foi recuperado

Equipes da 5ª Delegacia Metropolitana, com apoio da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol), cumprem mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva contra suspeito de receptar celulares furtados e roubados. A detenção ocorreu nesta segunda-feira, 23, em Aracaju.

A prisão realizada hoje ocorreu após meses de investigação sobre um roubo ocorrido no conjunto Taiçoca de Fora, Nossa Senhora do Socorro/SE. Nesse crime, o suspeito, na posse de uma faca, teria roubado o celular de uma mulher. A 5ª Delegacia Metropolitana, ao tomar conhecimento do delito, iniciou uma investigação e recuperou o aparelho roubado. Durante a apuração, surgiu a informação de que a pessoa que estava com o celular havia comprado do investigado que foi preso nesta segunda, 23.

O delegado da Polícia Civil Alexandre Felipe, que está à frente do caso, revelou que “em menos de oito horas após o roubo, o suspeito adquiriu o celular do autor do roubo e o vendeu a um conhecido. Ou seja, logo após o crime, ele foi procurado pelo assaltante, inferindo-se, desse modo, que se trata de um receptador bem conhecido, bem como que consegue negociar com facilidade esse tipo de aparelhos eletrônicos”.

Diante das informações, o delegado representou ao Juízo Criminal de Nossa Senhora do Socorro pela prisão preventiva do suspeito e pela expedição de mandato de busca e apreensão em sua residência, que foram deferidos e cumpridos pelos policiais da 5ª Delegacia Metropolitana, com apoio da Dipol.

Durante a busca na residência do investigado, os policiais encontraram e apreenderam um aparelho celular que teria sido furtado no mês de setembro deste ano, no Centro de Aracaju, resultando na prisão em flagrante do suspeito. Além disso, diversas capas usadas de aparelhos celulares foram apreendidas, demonstrando assim que ele negociava um número considerável de telefones. O suspeito vendia os aparelhos celulares por meio do aplicativo e de uma rede social.

O detido encontra-se à disposição da Justiça, aguardando audiência de custódia. Ele está sendo investigado tanto no inquérito policial que levou a sua prisão preventiva quanto pelo auto de prisão em flagrante lavrado hoje, sendo suspeito de receptação qualificada, delito cuja pena pode chegar a oito anos de reclusão.