Polícia Civil

Estado de Sergipe

23 de novembro de 2023, 17:13

Polícia Civil participa do 1º Encontro Nacional das Comissões Permanentes de Avaliação e Alienação de Ativos Apreendidos, em Brasília

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Ações envolvem leilões de bens apreendidos, como os nove que já ocorreram em Sergipe nos últimos três anos

A Polícia Civil de Sergipe participou do 1º Encontro Nacional das Comissões Permanentes de Avaliação e Alienação de Ativos Apreendidos dos Estados e Distrito Federal (DF), promovido pela Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas e Gestão de Ativos do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Senad/MJSP). O evento aconteceu na quarta e quinta-feira, 22 e 23.

O estado foi representado pela assessora técnica da Polícia Civil, Cátia Emanuelli. Dentre as iniciativas tratadas no evento está a apreensão e leilão de bens apreendidos com traficantes de drogas. Em Sergipe, já foram realizados nove leilões entre 2021 e 2023.

Em Brasília, estiveram reunidos polícias militares e civis, leiloeiros, representantes das comissões das unidades federativas do país e integrantes das secretarias do MJSP.

No encontro também foram compartilhados conhecimentos, experiências e boas práticas com os representantes das comissões responsáveis em auxiliar a Senad no processo de controle, localização, avaliação e alienação de bens.

Na oportunidade, a secretária Nacional de Políticas sobre Drogas e Gestão de Ativos substituta, Marina Lacerda, destacou a importância do trabalho executado pelos estados e pelo Distrito Federal para o ciclo virtuoso da rede de gestão de ativos.

“Eu sinto que é mais uma dívida, uma reparação de fazer esse momento para que a gente possa, efetivamente, trabalhar junto e fornecer as ferramentas que precisam para que o trabalho seja desenvolvido. Nosso objetivo também é aprimorar o nosso trabalho a partir da escuta de vocês”, declarou.

Asfixia do crime organizado

Na cerimônia de abertura, o diretor de Operações Integradas e de Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), Romano Carneiro, enfatizou a importância do trabalho conjunto entre as secretarias da Pasta para o combate ao crime por meio do Programa Nacional de Enfrentamento das Organizações Criminosas (Enfoc), que faz parte de um dos eixos do Plano de Ação na segurança (PAS).

“Toda a equipe do Ministério – Senasp, Senad e a Senajus (Secretaria Nacional de Justiça), através do DRCI (Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional) – está investindo fortemente no enfrentamento à lavagem de dinheiro, na recuperação de ativos, na investigação financeira e patrimonial, além da criação de uma rede de troca de informações, o Recupera (Rede Nacional de Recuperação de Ativos), como uma forma fundamental do aumento da eficiência no enfrentamento das organizações criminosas”, ressaltou Romano.

com informações de MJSP