Polícia Civil

Estado de Sergipe

26 de março de 2024, 14:53

Polícia Civil indicia trio por suspeita de fraude na solicitação do DPVAT em Propriá

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Grupo responde pelos crimes de estelionato e uso de documentos falsos

A Delegacia Regional de Propriá divulgou nesta terça-feira, 26, que concluiu o inquérito policial que investiga três suspeitos por fraude na solicitação do seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT). Ao fim das investigações, o trio foi indiciado pelos crimes de estelionato e uso de documentos falsos.

Os três investigados são uma mulher e dois homens e figuram como supostos autores na prática fraudulenta contra uma seguradora. Segundo o delegado Marcos Carvalho, que está à frente do caso, a seguradora acionou a Polícia Civil, com representação formal por suposta prática de estelionato contra a empresa. 

No procedimento investigativo, o delegado e os agentes ouviram os envolvidos e levantaram documentos, constatando que houve alteração no selo emitido pelo cartório de registros e introdução de um selo que não tinha relação com o suposto acidente. 

Ainda em meio aos trabalhos policiais, concluiu-se que uma placa de motocicleta juntada aos documentos não pertencia ao veículo envolvido no sinistro. “Nas investigações, identificamos que a placa da motocicleta, supostamente envolvida no acidente, nada tinha a ver com o fato. Também constatamos que selos de cartório foram fraudados, levando a erro e prejuízo à seguradora”, descreveu o delegado.

Além de estelionato, os investigados, entre eles um corretor e uma mulher que trabalhava de forma terceirizada, responderão por falsificação de documento. As penas somadas podem ultrapassar 11 anos de prisão.

A Delegacia Regional de Propriá informa que a população pode colaborar com este e outros casos similares através do Disque-Denúncia, ligando para o número 181. A identidade do comunicante será preservada.