Polícia Civil

Estado de Sergipe

2 de novembro de 2023, 14:41

Polícia Civil identifica mulher que repassava conteúdo difamatório para página de rede social em Propriá

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Uma outra mulher também já foi identificada e há casos em Amparo de São Francisco sendo investigados

Em investigações sobre apropriação indébita em torno de crimes de difamação contra um comerciante de Própria, a Delegacia Regional identificou uma mulher apontada como “colaboradora” de um perfil em uma rede social. Ela repassava, pelo Whatsapp, conteúdo difamatório para uma página no Instagram. A informação foi divulgada nesta quinta-feira, 2.

De acordo com o delegado Marcos Carvalho, a investigada já foi ouvida na delegacia e, diante das provas coletadas na investigação, confirmou ter difamado ao menos duas vítimas.

“Dessa forma, a mulher investigada já está indiciada, e o procedimento foi enviado à Justiça”, enfatizou o delegado.

Ainda segundo o delegado Marcos Carvalho, no mesmo grupo de WhatsApp, foi identificado que uma segunda mulher difamou uma terceira vítima. Essa outra mulher também já está sendo investigada.

“Os outros números de celulares deste grupo local do aplicativo de mensagens Whatsapp estão sendo investigados pela Delegacia Regional de Propriá”, destacou o delegado.

Diante dos casos já identificados e registrados, a Polícia Civil solicita que outras eventuais vítimas dessas investigadas ou de outras pessoas que integram o grupo ou a página na rede social procurem a delegacia.

Casos em Amparo

Ainda segundo Marcos Carvalho, há registros do crime também em Amparo de São Francisco. “Procedimentos policiais em Amparo de São Francisco também já foram instaurados por vítimas terem prestado o boletim de ocorrência”, revelou o delegado.

Denúncias

A Polícia Civil solicita que tanto vítimas, quanto outras pessoas que tenham informações que auxiliem a continuidade das investigações comuniquem à polícia por meio do Disque-Denúncia. O telefone é o 181, e o sigilo é garantido.