Polícia Civil

Estado de Sergipe

8 de março de 2024, 09:35

Polícia Civil entrega armas às policiais em alusão ao Dia Internacional da Mulher

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

O evento aconteceu na tarde dessa quinta-feira, 7

A Delegacia-Geral de Polícia Civil de Sergipe, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, promoveu a entrega de 43 novas armas às agentes, delegadas e escrivãs, na quinta-feira, 7, na Sala de Memórias da Academia de Polícia (Acadepol), às 16h. Os armamentos são da marca Taurus, semiautomáticas calibre 9 milímetros, microcompactas e modelo GX4 Graphene, especialmente projetadas para uma empunhadura adequada à anatomia feminina.

A entrega ocorreu após as policiais participarem de um treinamento na quarta-feira, 6, no estande de tiro da Academia de Polícia Civil (Acadepol). Durante o evento, as policiais contempladas receberam as armas das mãos do delegado-geral da PCSE, Thiago Leandro.

O delegado-geral, Thiago Leandro, desejou os parabéns a todas as mulheres e disse que sua gestão tem procurado criar soluções para desenvolver ainda mais o trabalho feminino na instituição. “Estamos entregando nesse momento excelentes armas, mas também já disponibilizamos coletes balísticos adaptados ao corpo feminino, entre outras melhorias”, disse o delegado.

Para o diretor da Acadepol, delegado João Batista, foi um dia muito importante na Academia de Polícia Civil. “É uma pistola bem compactada e dá mais conforto e segurança para as mulheres que vão utilizá-la. Claro, que pode ser utilizada pelos homens, mas, para as mulheres, é uma arma mais leve e pode ser portada de forma velada. Foi muito importante essa compra voltada para as mulheres”, destacou.

A coordenadora das delegacias da capital, delegada Rosana Freitas, destacou que ações como a realizada nessa quinta-feira, refletem a tendência de todas as áreas de atuação da mulher nos espaços que ela quer ocupar. “Hoje a mulher exerce um papel de extrema importância na atividade policial, atuando em campos que antes eram ocupados pelos homens. Com isso, os equipamentos também se adequam às nossas necessidades”, evidenciou.

De acordo com a agente Soani, é uma arma que favorece as mulheres. “Eu sou policial civil há sete anos e é uma arma que facilita o nosso porte velado. É uma arma que vai favorecer o usar o porte velado. Usamos a arma, testamos e estamos muito felizes pela aquisição do armamento”, ressaltou.

Segundo Jéssica Calaça, escrivã, é um armamento de muita qualidade é fundamental para o porte velado pelas mulheres. “Esse armamento vai inclusive ajudar que a gente faça a nossa segurança e proteção fora do expediente, pois podemos portar de maneira velada sem que ninguém perceba. Eu fiquei muito surpresa com a qualidade da arma”, reiterou.

Conforme Bárbara Reis, também servidora da Polícia Civil, o novo armamento atende uma especificidade da mulher. “Como a arma é um instrumento do nosso trabalho, como policial civil feminina, o armamento atende a uma especificidade da mulher. Isso mostra que há um olhar para a necessidade da mulher”, reforçou.