Polícia Civil

Estado de Sergipe

21 de novembro de 2023, 16:47

Polícia Civil cumpre mandado de prisão contra homem que ofereceu dinheiro para testemunha de homicídio ocorrido em Monte Alegre

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Suspeito era funcionário do comerciante investigado por cometer o crime

A Delegacia Municipal de Monte Alegre cumpriu um mandado de prisão preventiva na manhã desta terça-feira, 21, na cidade monte-alegrense, contra um investigado por cometer os crimes de corrupção ativa de testemunha e favorecimento pessoal dentro do caso que investiga o homicídio qualificado que vitimou Gabriel Correia da Silva, de 18 anos, no dia 15 de outubro de 2023, no município de Monte Alegre. As investigações mostraram que um funcionário de Vinícius Gois Andrade, suspeito de matar a vítima, ofereceu dinheiro a uma testemunha chave do delito, com o intuito de fazer ela sair da cidade e não prestar esclarecimentos à polícia.

O suspeito detido nesta terça trabalhava como gerente no estabelecimento comercial pertencente a Vinícius, principal suspeito de cometer o homicídio qualificado contra Gabriel. Em razão da oferta de dinheiro à testemunha, o delegado responsável pelas investigações, Artur Herbas, entende que o ato configura crime contra a administração da Justiça e visa impedir a apuração das circunstâncias do homicídio por parte da Polícia Civil.

Conforme apuração policial, Vinícius, que continua foragido, importunou testemunhas contando versões inverídicas dos fatos, assediou comerciantes, buscando imagens de câmeras de segurança que eles tinham, desapareceu com as filmagens do seu estabelecimento comercial, que elucidariam o crime, e agora se valeu dos seus antigos funcionários para tentar subornar e depois intimidar uma importante testemunha do homicídio a desaparecer da cidade, sob o pretexto de que a polícia estaria no encalço da pessoa a ser ouvida.

Diante dos fatos, o funcionário investigado está preso, passará por audiência de custódia e ficará à disposição do Poder Judiciário. A Delegacia Municipal de Monte Alegre destaca que novas informações sobre o homicídio e o paradeiro de Vinícius, que é considerado foragido, podem ser comunicadas através do Disque-Denúncia, no telefone 181.

Entenda o caso

O crime que vitimou Gabriel Correia da Silva, de 18 anos, ocorreu no dia 15 de outubro, próximo ao mercado municipal, em Monte Alegre. De início, o suspeito, Vinícius Gois Andrade, 26 anos, proprietário de um supermercado local, foi ouvido como testemunha e apresentou uma arma de fogo que, segundo a versão contada por ele, teria sido utilizada apenas para dispersar uma confusão ocorrida próxima à sua casa.

Com o decorrer das investigações, a Delegacia Municipal de Monte Alegre identificou que a versão apresentada pelo investigado não correspondia com a realidade, pois foi desconstituída pelas demais provas que agora já constam no inquérito policial.

Conforme apurado, o suspeito entrou em confusão que não tinha envolvimento e efetuou disparos de arma de fogo em direção à vítima. Um dos disparos atingiu fatalmente o jovem de 18 anos. Após o crime, Vinícius apresentou diversas versões e atrapalhou o andamento das investigações, dificultando o trabalho da polícia.

As imagens do crime que foram levantadas pela polícia mostram que, no momento do tiro, a vítima está sozinha, não oferece risco imediato a ninguém e foi atingida na cabeça por trás, e, ainda por cima, enquanto fugia.