Polícia Civil

Estado de Sergipe

16 de outubro de 2023, 09:17

Polícia Civil cumpre em SP mandado de prisão contra investigado por homicídio após cavalgada em Sergipe

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Outro homem foi indiciado por homicídio qualificado e ocultação de cadáver

Em ação conjunta entre as Delegacias de Itabaianinha e Tomar do Geru, Dipol, Polícia Civil de SP e Polícia Militar de SP, foi cumprido o mandado de prisão contra Genival de Jesus Santos, conhecido como “Alemão”, de 42 anos. Ele foi identificado como o autor dos disparos que vitimou um homem após uma cavalgada em Itabaianinha. A vítima, um homem de 28 anos que morava na Bahia, foi encontrada morta com sinais de ferimentos por arma de fogo na Zona Rural de Tomar do Geru. A prisão ocorreu no domingo, 15, em Santos (SP), e foi divulgada nesta segunda-feira, 16.

Um segundo homem, que prestou informações relevantes à polícia sobre a dinâmica do crime, também foi indiciado por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Ele participou do crime e descreveu sua atuação na ação criminosa.

Comunicação de desaparecimento

De acordo com o delegado Gustavo Mendes, o primeiro boletim de ocorrência, que comunicava o desaparecimento da vítima, foi registrado no dia 25 de setembro. “É um caso emblemático. Ele veio visitar a namorada e familiares em Itabaianinha, mas ele não teria retornado a Rio Real e a última estação de rádio base de celular foi às 2h35 em Itabaianinha. Então, foi dado como desaparecido”, relembrou..

Vítima encontrada sem vida

As investigações contaram com o apoio da Dipol e da Polícia Rodoviária Federal. A vítima foi encontrada no dia 28, já sem vida. “Com o apoio do delegado Josenildo Brito, de Tomar do Geru, foi solicitada a perícia de local de crime e o IML. A Delegacia de Itabaianinha prestou esse apoio. Havia dúvidas sobre a atribuição da delegacia, mas foi instaurado o inquérito por Itabaianinha”, relatou Gustavo Mendes.

Veículos em torno do crime

Em continuidade à apuração policial, o veículo da vítima foi encontrado no dia 4 de outubro. Dias após, chegou-se ao veículo utilizado no crime. “Então, a gente descartou a questão do latrocínio. Por meio do Disque-Denúncia, a gente recebeu algumas informações preliminares de quem seriam os suspeitos. No dia 10, uma testemunha crucial revelou que um Audi vermelho, utilizado no crime estaria à venda em Estância”, acrescentou.

O veículo Audi vermelho foi apreendido e passou por perícia. Dias após, um partícipe do crime foi encontrado. “No dia 11 de outubro, recebemos informações de que um partícipe do crime estaria de volta a Itabaianinha porque ele tinha locado um veículo. Já em um topique no sentido Arauá, ele foi abordado pelos policiais. Ele resolveu colaborar com as investigações e deu um interrogatório rico em informações sobre o crime”, mencionou.

Identificação de participante e resolução do crime

Em interrogatório, o envolvido no crime indicou o homem que seria o autor dos disparos que vitimou o homem de 28 anos. “Ele informou que o homicídio ocorreu em Itabaianinha e a ocultação ocorreu em Tomar do Geru. Ele informou que trabalhava com o autor dos disparos em um estabelecimento comercial bastante conhecido no município e disse que não tinha visto conversa entre o autor e a vítima”, complementou Gustavo Mendes.

Ainda segundo o partícipe do crime, ele não sabia que iria ocorrer o homicídio. “Ele disse que o autor dos disparos convidou o partícipe para ir em uma motocicleta até encontrar a vítima, que foi encontrada com o pneu do veículo furado nas proximidades de um cemitério. A vítima foi morta nas proximidades de um polo de moda em Itabaianinha. Eles retornaram ao estabelecimento comercial e fecharam o local”, informou o delegado.

Em seguida, conforme relato do partícipe do crime, o autor dos disparos exigiu que pegasse o veículo Audi vermelho para colocar o corpo no porta-malas. “O autor dos disparos pegou a motocicleta da vítima e descartou em um tanque. Tentou quebrar a placa do veículo e depois descartou no povoado Poções, em Tomar do Geru. O participante do crime indicou ainda que o autor dos disparos teria fugido para São Paulo”, detalhou.

Prisão do autor dos disparos

Segundo Gustavo Mendes, com essas informações chegou-se à localização do autor dos disparos. “Por meio de colaboração com a Polícia Militar de São Paulo, no dia 13 tivemos a confirmação da localização do investigado. Com o mandado de prisão, em Morro de São Bento, Santos (SP), foi preso o autor dos disparos. Os próximos passos serão o recambiamento do investigado”, concluiu o delegado.