Polícia Civil

Estado de Sergipe

3 de novembro de 2023, 16:43

PC prende membros de associação criminosa que furta celulares em festas de Sergipe e estados vizinhos

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Existem indícios de que o grupo estava se preparando para subtrair aparelhos no Pré-Caju 2023

A Delegacia Especial de Turismo (Detur), com o apoio da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol), prendeu dois homens, de 46 e 39 anos respectivamente, investigados por furtar celulares em festas ocorridas em Sergipe e em estados vizinhos. As detenções ocorreram na Grande Aracaju, no dia 25 de outubro e na última quarta-feira, 1º de novembro.

As investigações da Detur, iniciadas no último mês de março, mostraram que a dupla pertence a uma associação criminosa especializada em furtar aparelhos celulares, principalmente Iphones, em festas e shows, e que estava atuando em todo Sergipe e nos estados vizinhos. Os levantamentos revelaram que o grupo era organizado e possuía três núcleos de atuação, sendo o primeiro responsável por furtar os aparelhos, o segundo por desbloqueá-los e o terceiro por revendê-los.

“Essa associação age na capital e no interior sergipano, mas também age em outros estados. Alguns aparelhos são remetidos para a Bahia e Alagoas”, citou a delegada Luciana Pereira, que está à frente do inquérito policial que investiga o caso.

Os trabalhos investigativos tiveram início após a Polícia Civil perceber que em alguns inquéritos apareciam os mesmos nomes de suspeitos. A partir daí, a Detur começou o monitoramento, para descobrir a origem dos autores, e descobrir para onde os celulares furtados em festas eram enviados.

As investigações mostraram que o modus operandi do grupo era parecido. Assim, os suspeitos criam tumultos em festas, daí quando as pessoas vão observar a confusão, eles se aproveitam e, rapidamente, retiram celulares de bolsos e bolsas. Os crimes também ocorrem quando as pessoas estão distraídas, dançando ou conversando.

Ainda em meio aos trabalhos policiais, ficou comprovado que o preso de 46 anos comandava o núcleo responsável por praticar os furtos nas festas. Além de praticar os crimes com as próprias mãos, o homem também recrutava outras pessoas para executá-los, principalmente mulheres jovens.

Após a Detur oferecer representação à 2ª Vara Criminal de Aracaju pela detenção do suspeito, foi expedido um mandado de prisão contra ele, cumprido na tarde da quarta, 1º, no bairro São Brás, no município de Nossa Senhora do Socorro. O homem possui extensa ficha criminal e já respondeu pela prática dos delitos de tráfico de drogas, homicídio, roubo, furto e receptação.

Quanto ao preso de 39 anos, as investigações mostraram que ele comandava o núcleo responsável por vender os celulares furtados pelo homem detido no São Brás. Assim, após o recebimento dos produtos subtraídos, ele efetuava a venda deles através de sites da internet e de lojas de celulares, localizadas principalmente em Aracaju e Socorro.

Este envolvido foi preso no último dia 25 de outubro, após ser encontrado na posse de um Iphone, furtado poucos dias antes, em uma festa realizada na cidade de Nossa Senhora das Dores. Levantamentos mostraram que ele também possui antecedentes criminais e já respondeu pela prática dos crimes de furto e receptação.

De acordo com a Detur, existem indícios de que a associação criminosa estava se preparando para furtar celulares no Pré-Caju 2023, inclusive o homem detido na última quarta já tinha recrutado algumas mulheres, para atuarem nos três dias da festa, tanto no camarote, quanto na avenida.

As ações investigativas da Detur, com o apoio da Dipol, foram intensificadas pela Polícia Civil nos últimos dias, a fim de trazer um ambiente mais seguro durante a prévia carnavalesca. Os trabalhos prosseguirão, para identificar os demais envolvidos, principalmente os responsáveis por desbloquear os aparelhos e os proprietários de lojas de celulares.

Alerta Celular

Antes da festividade, é sugerido que o folião cadastre o aparelho no Alerta Celular. Já em meio à festa, o frequentador pode adotar atitudes que dificultarão a ação dos criminosos, a exemplo do uso de doleiras e de bolsos falsos, dentro da própria roupa, para a guarda do aparelho.

“É importante o cuidado com o celular. Quem for levar, se possível, cadastre no Alerta Celular. Existe uma campanha hoje muito grande, a fim de que as pessoas que vêm para a festa trazendo o seu aparelho celular cadastrem, pois é uma forma mais segura de vir, pois o celular já está com o registro dele realizado junto à Secretaria, então, no caso de furto agiliza para uma possível investigar”, falou a delegada Luciana.

Boletim de Ocorrência

Em caso do furto de celular, a Detur orienta que a vítima faça o Boletim de Ocorrência e que o usuário não abra nenhum link que, porventura seja enviado ao seu eu e-mail, para evitar que os suspeitos tenham acesso aos seus dados.