Polícia Civil

Estado de Sergipe

18 de maio de 2024, 13:53

Operação conjunta prende em flagrante quatro investigados por furto e receptação de joias levadas de restaurante em Itabaiana

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Duas pessoas foram presas por furto, enquanto outras duas foram detidas por receptação e tráfico de drogas

Quatro pessoas foram presas em flagrante durante uma investigação sobre furto de joias em um restaurante de Itabaiana, nessa sexta-feira, 17.  Das prisões, um homem e uma mulher foram detidos por furto de correntes de ouro, anel, pingente e relógio. Já outras duas mulheres foram presas por receptação dos itens furtados e também por tráfico de drogas. A ação policial foi desencadeada por equipes da Delegacia Regional de Itabaiana, da Polícia Civil, e do Regimento de Cavalaria Mecanizada de Motopatrulhamento (Getam), do 3º Batalhão da Polícia Militar (3º BPM).

De acordo com as informações policiais, a vítima, que é proprietária do restaurante, compareceu à delegacia para comunicar o furto que ocorreu em seu estabelecimento comercial. A vítima narrou que conhecia de vista os suspeitos pois eles já teriam pedido dinheiro aos clientes durante o funcionamento do restaurante.

Conforme as imagens de câmeras de segurança, o homem entrou no local durante a madrugada e levou os objetos de valor e também documentos que estavam guardados no restaurante. A companheira dele ficou do lado de fora acompanhando a movimentação.

Durante o levantamento policial, as equipes identificaram um ourives – que trabalha com a venda de joias e objetos de ouro – para onde o suspeito do furto levou os bens. O ourives informou que questionou a origem dos bens, e o suspeito disse que havia encontrado os itens em uma bolsa descartada no lixo em via pública. O ourives alegou ter agido de boa-fé.

Após saírem do ourives, o casal suspeito do furto no restaurante foi contido por familiares da vítima, e estava com o dinheiro fruto da negociação dos bens levados durante a madrugada. A Polícia Civil e a Polícia Militar fizeram a abordagem e, com os suspeitos do furto, foram apreendidos R$ 750 e um comprovante de dívida de R$ 600, além de cachimbo utilizado no consumo de crack.

Em ação contínua, os suspeitos indicaram que o relógio levado do restaurante havia sido entregue a uma mulher investigada como traficante de drogas. O item havia sido trocado por pedras de crack. Na residência da investigada por tráfico, foram encontrados o relógio, pedras de crack e dinheiro. A mãe da suspeita de tráfico de drogas confessou que sabia sobre a venda de drogas feita pela filha e disse ter ciência que os entorpecentes eram guardados na casa onde ocorreu a prisão.

Diante do flagrante, um homem e uma mulher foram presos por furto. Já as outras duas mulheres foram presas em flagrante por receptação e tráfico de drogas. Uma das presas por tráfico de entorpecentes – a filha – é reincidente na prática de venda ilegal de entorpecentes. Todos os presos já se encontram à disposição da Justiça para adoção das demais medidas legais cabíveis ao caso.