Polícia Civil

Estado de Sergipe

1 de novembro de 2023, 06:45

Operação conjunta prende chefe de associação criminosa que aplicava golpe do falso empréstimo em Sergipe

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Carro avaliado em R$ 100 mil, além de cartões das vítimas foram apreendidos na ação policial

Policiais civis da Divisão de Crimes Patrimoniais de Lagarto, com o apoio da Polícia Militar, deflagraram uma operação e prenderam um mulher apontada como chefe de uma associação criminosa que praticava golpe do falso empréstimo em diversas cidades de Sergipe. A ação policial ocorreu nessa terça-feira, 31, e teve como objetivo cumprir mandados judiciais de prisão e de buscas, além da apreensão de um veículo avaliado em mais de R$ 100 mil.

De acordo com a investigação, o grupo aplicava golpes nas cidades de Lagarto, Salgado, Boquim, Nossa Senhora do Socorro e Aracaju, tendo feito aproximadamente 30 vítimas.

Durante a operação foram apreendidos dezenas de cartões em nome de vítimas, além de uma maquineta de cartão utilizada pelo grupo para simular compras com os cartões e assim se apropriar indevidamente dos valores. 

Segundo o delegado Bruno Alcântara, trata-se de uma investigação iniciada há cinco meses pela Divisão de Crimes Patrimoniais de Lagarto.  A operação contou com o apoio da Delegacia Regional de Lagarto e da 2ª Companhia Independente da Polícia Militar (2ª CIPM), com sede em Salgado.

“Após o registro de diversos boletins de ocorrência dando conta de que as vítimas – sempre idosos – realizavam empréstimos consignados com uma falsa corretora de empréstimos, foi descoberto que, na verdade, eram feitos vários empréstimos sem autorização”, detalhou o delegado Bruno Alcântara.

Durante a investigação, ficou demonstrada a prática de vários crimes, entre eles estelionato qualificado contra pessoa idosa, associação criminosa e crimes específicos do Estatuto do Idoso. “Já que a chefe da organização se apropriou dos cartões das vítimas e sacou os benefícios e valores decorrentes de empréstimos sem a autorização”, revelou o delegado.