Polícia Civil

Estado de Sergipe

25 de setembro de 2019, 15:23

Minuta de projeto de lei sobre cargos técnicos não passou por gestores da Segurança Pública, explica delegada-geral

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Katarina reafirma que estão sendo realizadas tratativas com as categorias junto ao Governo

Na manhã desta quarta-feira, 25, a delegada geral Katarina Feitoza se reuniu com a imprensa, na Superintendência Geral da Polícia Civil (Supci), para informar sobre a minuta do projeto de lei de autoria da Associação dos Delegados de Polícia (Adepol), que está circulando nas redes sociais.

A Superintendência Geral da Polícia Civil veio a público informar que o projeto não passou pelo conhecimento da Secretaria de Segurança Pública e da Supci. De acordo com a delegada geral Katarina Feitoza, nenhum projeto será encaminhado, por meio da SSP, sem a devida discussão com as entidades representativas das classes da Polícia Civil de Sergipe.

Katarina Feitoza disse que “é importante esclarecer alguns pontos a respeito desse projeto, que não passou pelo crivo da Polícia Civil, nem da Delegacia Geral, nem mesmo pelo conhecimento do Secretário de Segurança Pública. O que existe são propostas apresentadas em uma mesa de negociação ao governo, mas essa proposta da Adepol não está nessa mesa e não foi apresentada à Segurança Pública”. 

A delegada ressalta que as delegacias continuam funcionando normalmente. “A gente tranquiliza a população sergipana a continuar confiando na Polícia Civil. As delegacias continuarão funcionando normalmente, confiamos que os nossos policiais não permitirão de forma alguma questões ideológicas entre a associação de delegados e sindicato dos agentes de polícia, escrivães e auxiliares venham a impedir o atendimento para nossa sociedade”, completou.