Polícia Civil

Estado de Sergipe

5 de janeiro de 2024, 13:13

Latrocínios em Sergipe caem mais de 90% em sete anos, aponta Segurança Pública

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Quantidade de casos saiu de quase 60, em 2017, para cinco, em 2023

Definido como o roubo que tem como consequência a morte da vítima, os latrocínios apresentaram queda de 91,4% em comparativo entre o ano de 2017 e 2023. O dado foi identificado no mapeamento dos crimes violentos em Sergipe feito pela Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEACrim), da SSP, e divulgado em entrevista coletiva nesta sexta-feira, 5.

Conforme o levantamento feito pela CEACrim, em 2017 – ano com maior incidência desse tipo de crime em Sergipe nos últimos anos – ocorreram 58 latrocínios no estado. Já em 2023, esse número caiu para cinco casos de latrocínio registrados em Sergipe.

Para o coordenador de estatística da SSP, Sidney Teles, a queda nos latrocínios é fruto do trabalho que vem sendo desenvolvido pela segurança pública no combate à criminalidade. “Estamos muito seguros de fazer essa retrospectiva, pois é um trabalho diário com todas as estratégias de segurança pública vinculadas à integração das polícias”, ressaltou.

Segundo o comandante da Polícia Militar, coronel Alexsandro Ribeiro, a diminuição dos latrocínios em Sergipe faz parte dos resultados positivos identificados pela segurança pública em 2023. “É fruto de uma política de segurança exitosa voltada à integração das forças policiais que tem contribuído para a redução da criminalidade”, destacou.

De acordo com o delegado-geral, Thiago Leandro, a redução dos latrocínios também é evidente em Sergipe e demonstra o resultado da integração policial. “Integrando as polícias Civil, Militar e Científica, estamos atuando de forma efetiva no combate aos crimes contra a vida, a exemplo dos latrocínios”, reforçou.

Conforme o coordenador de perícias, Nestor Barros, a perícia também direciona as investigações sobre os crimes de latrocínio, possibilitando chegar aos autores rapidamente e evitando que novos crimes ocorram em Sergipe. “Quando emitimos o mais rápido possível os laudos periciais, temos a prova técnica de que o crime aconteceu”, especificou.

Comparativo entre 2022 e 2023

Quando o comparativo é feito entre 2022 e 2023, há uma queda de 54,5% nos latrocínios em Sergipe. No ano de 2022, aconteceram 11 roubos que resultaram na morte da vítima no estado. Já em 2023, foram cinco latrocínios ocorridos no território sergipano.

Redução dos homicídios

Além da queda na incidência dos latrocínios, Sergipe também apresentou diminuição na quantidade de homicídios dolosos, que são os crimes de homicídio que ocorrem quando o autor da investida criminosa tem o interesse de matar a vítima.

Há oito anos Sergipe enfrentava um cenário de alta nos índices de criminalidade, apresentando números que assustavam a população e que eram destaque negativo a nível nacional.

Conforme os dados da CEACrim, em 2016, foram registrados 1.306 homicídios dolosos. Oito anos depois, em 2023, foram registrados 448 homicídios dolosos, representando uma diminuição de 65,7% na quantidade de homicídios dolosos. Entre 2023 e 2022, a redução foi de 22,6%, já que em 2022 aconteceram 579 homicídios em Sergipe.