Polícia Civil

Estado de Sergipe

6 de outubro de 2023, 11:12

Golpe do kit de energia solar: Polícia Civil apreende em MG dois veículos sequestrados judicialmente para reparar prejuízos de vítimas de Sergipe

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Automóveis foram apreendidos em Minas Gerais

A 1ª Delegacia Metropolitana (1ª DM) da Polícia Civil informou nesta quinta-feira, 5, que cumpriu ordem da Justiça para sequestrar veículos de alto padrão em investigação sobre um golpe aplicado em torno da venda de kits de energia solar praticado por uma empresa com escritório localizado no bairro São José, em Aracaju. Os prejuízos por vítima variam de R$ 30 mil a R$ 300 mil. Há, pelo menos, cinco vítimas identificadas. Os veículos foram apreendidos no interior de Minas Gerais e já foi requisitada a autorização para leilão eletrônico para obter os recursos para ressarcimento às vítimas.

De acordo com o delegado Augusto César, em busca de economia de energia, as vítimas iam atrás da empresa de venda de kits de energia solar. Nessa procura pelos equipamentos, as vítimas acabaram chegando ao escritório que funcionava na avenida Augusto Maynard, na região central de Aracaju.

Conforme a apuração policial, após os pagamentos, os responsáveis pelo escritório passaram a se desvencilhar da responsabilidade e a fornecer desculpas por um suposto atraso. Em seguida, as vítimas não mais tiveram respostas, já que os investigados deixaram de responder aos contatos.

“Uma empresa, aparentemente idônea, abriu um escritório que vendia painéis solares, energia fotovoltaica. Com esse pretexto, conseguia clientes para a venda desse sistema solar. Mas, existia um grande golpe. As placas e os sistemas não eram entregues, e as pessoas estavam sendo vítimas de um golpe”, detalhou Augusto César.

Ainda segundo o delegado, as vítimas tiveram prejuízos diversos. “Para se ter uma ideia, houve pessoas com prejuízo de R$ 30 mil, outras de R$ 160 mil. E chegamos a pessoas com prejuízos de R$ 300 mil. Todas essas pessoas estavam aguardando a instalação do sistema de energia solar, mas que nunca foi instalado”, revelou.

Com a evidência da prática do crime de estelionato, a 1ª DM solicitou à Justiça que fosse decretado o sequestro judicial da quantia de pouco mais de R$ 291,7 mil, de quatro contas bancárias, sendo uma de pessoa jurídica e as outras três, de pessoa física.

Na busca pelos valores, foram identificados três veículos de alto padrão – um Jeep Compass, Caoa Cherry Tiggo 5X e um Renault Duster. Dos três veículos, dois foram encontrados e apreendidos em Minas Gerais. “Patrimônio adquirido fruto de produto de crime”, evidenciou o delegado.

“Trata-se de uma associação criminosa. O chefe e dono da empresa é mineiro e nunca pisou em Sergipe. Havia comparsas que geralmente eram vendedores. A partir de agora continuamos com a investigação para obter outros bens dos investigados para que possamos fazer o ressarcimento das vítimas”, acrescentou o delegado.

A Polícia Civil solicita que eventuais vítimas do golpe envolvendo a venda de kits de energia solar junto a um escritório que funcionava na avenida Augusto Maynard, em Aracaju, podem procurar a 1ª DM para registrar o boletim de ocorrência. Informações e denúncias também podem ser repassadas ao Disque-Denúncia (181). O sigilo é garantido.