DHPP e CPMC elucidam homicídio praticado na Zona Norte da capital sergipana

O suspeito do crime morreu em confronto

Foi divulgado na tarde desta segunda-feira, 1, que por meio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e o Comando de Policiamento Militar da Capital (CPMC), o homicídio da vítima Matheus Silva da Rocha foi elucidado. O crime aconteceu em 19 de janeiro deste ano, no bairro Soledade, em Aracaju.

Segundo informações policiais, após o enterro de um traficante, a vítima deu carona ao autor do crime, já que ambos faziam parte da mesma associação criminosa. O grupo criminoso atua no bairro Cidade Nova e rivaliza com o grupo criminoso do Japãozinho, praticando homicídios e tráfico de drogas.

Durante o percurso, o autor se desentendeu com a vítima e executou os primeiros disparos ainda dentro do carro. Depois, se dirigiu até a porta do motorista, momento em que efetuou os disparos finais. Toda a ação foi filmada por uma câmera de segurança.

A direção dos disparos registrados nas câmeras de segurança dialoga com as lesões descritas no laudo cadavérico, onde estão registrados orifícios de entrada tanto na face da lateral esquerda, como na direita da cabeça da vítima.

Ainda foi possível traçar toda a rota de fuga do investigado como autor do crime, por meio de imagens de câmeras de segurança, onde restou evidenciado que ele estava se dirigindo para residência de sua mãe.

Com base nas provas coletadas, foi expedido mandado de prisão contra ele. Contudo, na manhã de hoje, uma equipe do Getam, ao tentar cumprir o mandado de prisão, foi surpreendida pelo investigado que sacou uma arma de fogo e atirou contra os policiais.

Em confronto, o homem acabou sendo atingido, e, embora tenha sido socorrido ao hospital de urgência, não resistiu aos ferimentos e morreu.

Última atualização: 1 de abril de 2024 15:16.

Pular para o conteúdo