Polícia Civil

Estado de Sergipe

29 de dezembro de 2023, 06:46

DHPP cumpre mandado de prisão contra foragido que utilizava identidade falsa

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Ele se passava por outra pessoa e teria praticado golpes em Minas Gerais

Na tarde dessa quinta-feira, 28, Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) deu cumprimento a mandado de prisão preventiva contra investigado de 25 anos. Ele estava foragido e utilizava documento falso.

O investigado foi atingido por disparos de arma de fogo na madrugada de 21 de dezembro,em um condomínio na Barra dos Coqueiros.

Na data, uma equipe do DHPP esteve no local do crime para realizar a investigação preliminar, e os familiares da vítima apresentaram aos policiais um documento de identidade contendo a foto do investigado e os dados de outra pessoa.

Contudo, no decorrer do inquérito instaurado para apurar a tentativa de homicídio, foram identificadas divergências entre as informações prestadas pela família e as existentes nos bancos de dados oficiais.

Por tal razão, o DHPP requisitou ao Instituto de Identificação a realização de exame de confronto papiloscópico, e a Divisão de Identificação Criminal do órgão confirmou, através de perícia, que a pessoa atingida pelos disparos se tratava do investigado.

O investigado é fugitivo do sistema prisional há mais de um ano, quando deixou de retornar à unidade prisional após ser contemplado com saída temporária no dia dos pais de 2022.

Ao realizar levantamento acerca do histórico criminal do investigado, a polícia verificou que ele já foi preso em flagrante pelo menos quatro vezes.

Ele  ostenta condenações que, somadas, ultrapassam 20 anos de prisão em regime fechado. Porém, contabilizando todas as prisões, permaneceu preso pouco mais de quatro anos.

Além do cumprimento do mandado de recaptura, ele também deverá ser indiciado pela prática dos crimes de uso de documento falso e estelionato, haja vista terem sido identificadas transações comerciais e empréstimos bancários contraídos pelo fugitivo se passando pela pessoa cujo documento ele estava usando, inclusive no estado de Minas Gerais, onde o fugitivo estava morando.

O cidadão que teve o documento falsificado já foi ouvido pela Polícia Civil de Sergipe, a qual também irá solicitar informações à polícia mineira acerca de eventuais crimes praticados pelo suspeito naquele estado.

O investigado permanecerá à disposição da justiça. A Polícia Civil solicita que informações que também possam contribuir com as investigações sejam repassadas à polícia por meio do Disque-Denúncia (181).