Polícia Civil

Estado de Sergipe

25 de janeiro de 2024, 06:22

Ação conjunta prende em Santa Catarina segundo envolvido com furtos em estabelecimentos comerciais em Estância

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Crimes ocorreram na região da Praia do Abaís

Ação conjunta entre os policiais civis da Delegacia Regional de Estância e da Divisão de Investigação Criminal – DIC de Itajaí (SC), com apoio da Divisão de Inteligência Policial (Dipol), resultou na prisão do segundo suspeito que estava foragido após ter praticado os crimes de furtos a estabelecimentos comerciais da Praia do Abaís, no município estanciano. O prejuízo soma mais de R$ 10 mil. A ação policial ocorreu durante a tarde dessa quarta-feira, 24.

De acordo com o delegado Renato Tavares, após elucidada a autoria dos crimes de furtos a estabelecimentos comerciais da Praia do Abaís, o inquérito policial foi encaminhado ao Poder Judiciário. “Sendo representada a prisão dos dois suspeitos, o que foi deferido pela Vara Criminal”, explicou. 

Porém somente foi dado cumprimento ao mandado de prisão preventiva de um deles e o segundo suspeito estava foragido. “Sem cessar as buscas pelo paradeiro do fugitivo, a Delegacia Regional de Estância e da Divisão de Investigação Criminal – DIC de Itajaí (SC), com apoio da Divisão de Inteligência Policial – DIPOL, lograram êxito em encontrá-lo no município de Itajaí (SC)”, complementou o delegado. 

Nesse momento o preso está custodiado em Santa Catarina à disposição do Poder Judiciário.

Caso

As investigações se iniciaram após a denúncia de que um veículo Ford Fiesta de cor branca, após a prática de vários furtos em estabelecimentos comerciais da região do Abaís, Estância/SE, havia sido perseguido por policiais e abandonado pelos criminosos na praia da Caueira, em Itaporanga d’Ajuda. 

Após a apreensão do veículo, foi constatado que todas as mercadorias furtadas estavam dentro do carro, trancadas, as quais foram prontamente entregues aos seus legítimos proprietários.

Foram realizadas diversas diligências investigativas, em que foi possível registrar imagens de dois homens e do veículo no momento da prática do delito, possibilitando o prosseguimento das diligências. Com o avanço das investigações, procedeu-se à representação da prisão dos dois suspeitos ao Poder Judiciário.