Polícia Civil

Estado de Sergipe

28 de maio de 2024, 09:00

Ação conjunta prende em flagrante mulher suspeita de abandonar filhotes de gatos na região central de Aracaju

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Gatos estavam amarrados em uma sacola preta e foram jogados em uma lixeira na região dos mercados centrais da capital

Equipe da Delegacia de Proteção Animal e Meio Ambiente (Depama) registrou o flagrante de uma mulher de 56 anos suspeita de abandono de gatos. Ela foi conduzida pela Guarda Municipal de Aracaju (GMA) à Depama. A ação ocorreu na região do Mercado Central, em Aracaju, nessa segunda-feira, 27.

De acordo com o delegado Flávio Albuquerque, titular da Depama, a GMA relatou que a suspeita presa na ação havia abandonado os gatos, em clara situação de maus-tratos. “Ela teria descartado, em uma lixeira, três filhotes de gatos que estavam amarrados em uma sacola preta”, detalhou a ocorrência.

Populares viram o abandono dos animais. “Enquanto algumas pessoas resgatavam os animais, outras a seguiram e fizeram o acionamento da Guarda Municipal. Assim, ela foi detida e conduzida à Depama, onde foi autuada em flagrante pelo crime de maus-tratos”, relatou o delegado Flávio Albuquerque.

Com o resgate dos animais e o registro do flagrante, a mulher foi autuada sem a possibilidade da aplicação de fiança, conforme informou Flávio Albuquerque, titular da Depama. “Ela então passará por audiência de custódia, e o juiz que decidirá sobre a situação da investigada”, acrescentou.

Por orientação da Depama, os animais foram encaminhados pela GMA à Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema), onde foram acolhidos. “Sendo encaminhados para abrigos temporários”, concluiu o delegado Flávio Albuquerque, ressaltando a importância da denúncia de crimes contra os animais.

A Polícia Civil orienta que informações e denúncias sobre crimes contra os animais e o meio ambiente sejam repassadas à polícia por meio do Disque-Denúncia, no telefone 181. É com essas informações que ações de combate aos maus-tratos podem ser desenvolvidas pela segurança pública de Sergipe. O sigilo é garantido.